Browsing Tag

Unhas

Unhas em Gel ou em acrílico? Qual é a melhor opção?

As unhas de gel são feitas a base de um gel específico, composto por material que é sobreposto às unhas naturais, uma por uma. E após isso é submetido a luzes ultravioletas que agem fixando o gel às unhas.

Esse tipo de unha está sendo cada vez mais utilizado por aquelas pessoas que desejam exibir unhas maiores e perfeitas.

As unhas gel também são bem resistentes, ajudando as naturais a crescerem protegidas. E o mais importante é que esse processo não danifica as unhas verdadeiras. Mas é essencial que o profissional domine muito bem as técnicas  de preparação e aplicação dos produtos. É esse cuidado  que ensinamos em nosso curso de manicure Plus no Instituto Flávia Leal.

A parte, diríamos, mais delicada desse processo é sua remoção, que tende a ser um pouco demorado e às vezes um pouquinho doloroso, principalmete se as unhas estiverem muito fracas. Essa remoção é realizada através da debastação com uma polidora e a secagem é realizada através do uso de luzes ultravioleta.

A colocação de unhas em gel é um processo que demora em média 3 horas, pois todo o trabalho com as unhas é realizado individualmente. A manutenção é feita a cada 3 semanas aproximadamente, tempo em que as unhas naturais levam para crescer.

As unhas em acrílico vêm sendo amplamente utilizadas por várias razões, a começar por sua rápida aplicação, bem mais rápida que a aplicação das unhas em gel. Além disso as unhas em acrílico dispensam a secagem com luzes ultravioleta. O resultado é relativamente natural.

Além da fácil aplicação, a aplicação em acrílico não causa dano às unhas quando bem colocadas e sua durabilidade pode variar de 20 a 45 dias.

E então, como você vai querer suas unhas hoje?

Saiba mais sobre nossos Cursos.

Saiba mais sobre nosso Curso de Manicure.

 

ÓLEO DE COCO: QUAIS SEUS BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE E BELEZA?

O Óleo de coco está em alta, não é mesmo? Vemos diariamente pessoas comentando sobre o assunto por todo lado.
E de fato, este ingrediente ajuda bastante em alguns aspectos da nossa alimentação, pele e cabelo. Mas, primeiro de tudo, devemos saber qual a melhor forma de usá-lo e quais seus benefícios.

Então vamos lá:
Primeiramente, produtos com a descrição ‘’ óleo de coco vegetal’ na embalagem costumam ser os melhores. São os mesmos utilizados para culinária, 100% puro, e sem adição de outros ingredientes na composição.

Pele e Cabelo

Podemos aplicar o óleo de coco em regiões mais secas da pele, como por exemplo, joelhos, mãos, cotovelos, calcanhares e rosto, deixando essas áreas super hidratadas e macias.
Mas cuidado: Se sua pele tende a ser oleosa, talvez aplicar o óleo nestas regiões não seja uma boa opção, principalmente no rosto. Isso poderia ocasionar as indesejáveis acnes.
Fonte de vitamina E, é fundamental para o fortalecimento dos cabelos e unhas, deixando essas áreas incrivelmente bonitas.
Se você quer ter seu cabelo hidratado todos os dias, aplique o óleo de coco regularmente – uma vez por semana ou até mais. Ele ajuda bastante a manter a hidratação dentro dos fios, fechando assim as cuticulas e evitando as terriveis pontas duplas.
Também pode-se aplicar o produto no couro cabeludo. Nesta região, ele vai agir como um controlador da oleosidade, auxiliando no crescimento saudável dos fios.

Óleo de Coco na alimentação:

O óleo de coco possui função anti-viral, isto é, quando ingerido frequentemente com outros alimentos, automaticamente sua imunidade aumenta. Além disso, ajuda pessoas que possuem intestino preso.
Também é um ótimo fator natural para aceleração do metabolismo e com isso gastamos mais calorias ao longo do dia. Sua sensação de saciedade ajuda a não exagerarmos em outras refeições, o que pode ajudar bastante quem faz dieta ou quem procura uma forma de vida saudável.
Consumindo o Óleo de Coco:
Costumo ingerir apenas uma colher de sopa, uma vez ao dia. Também é uma opção comê-lo com outras refeições, como saladas, torradas, frutas e até no café da manhã.

Entenda a Diferença

blog-flavia-leal-esmalteshMuitas de vocês já devem ter se deparado com rótulos de esmaltes com a descrição “3, 5 ou 7 free”. Você sabe o que isso quer dizer?

Esses esmaltes são livres de certas substâncias que causam alergias ou irritações na pele. Os sintomas mais comuns causados por alergia a esmaltes é vermelhidão e coceira no pescoço, rosto e mãos, inchaço nas pálpebras ou coceira nas cutículas. O tratamento mais comum é feito com antialérgicos vendidos sem receita, porém em casos mais graves é necessario procurar atendimento medico urgente.

Esmaltes 3 free
Não contém a substância chamada DBP (formaldeído + toluenol + dibutilftalato), que são geralmente usados para ajudar na fixação, durabilidade e brilho dos esmaltes.
Esmaltes 5 free
Além de ser livre das três substâncias (DBP), ele também não possui em sua composição a resina e a cânfora.
Esmaltes 7 free
Não possuem dibutilftalato, toluenol, formaldeído, formaldehyde resin (resina de formaldeído), cânfora, petrolato e outros conservantes.
Como saber se tenho alergia ou não?
Uma pessoa alérgica a essas substâncias vai notar assim que utilizar ou manter o uso contínuo do esmalte. Alem dos sintomas citados acima, a alergia a esmaltes pode também fazer com que as unhas fiquem finas e frágeis, ou descamadas. Vale lembrar que a cada vez que você tiver uma reação alérgica e insistir em usar o que causou a alergia, a reação ao alergênico será pior. Caso você perceba qualquer um dos sintomas acima, procure um dermatologista e evite o uso do esmalte imediatamente.
blog-flavia-leal-esmaltescEsses esmaltes possuem menos qualidade?
Muito pelo contrário: Esmaltes sem estes ingredientes não necessariamente duram menos ou têm pouca qualidade. Possuem a mesma qualidade e durabilidade que um esmalte comum, porém são considerados e chamados hipoalergênicos. Na maioria das vezes são mais caros, mas ainda podemos encontrar algumas marcas oferecendo a mesma qualidade por um precinho mais atrativo, como é o caso da nossa marca:)